CEASAMINAS - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
  Contagem, segunda-feira, 21 de outubro de 2019.

Ação conjunta promove formação de responsáveis técnicos e auditores da Produção Integrada de Pimentão (PIP)

Parceria entre a Embrapa Hortaliças (Brasília-DF), a Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) e a Associação dos Engenheiros Agrônomos de Itápolis (SP) promove, no período de 21 a 24 de dezembro, o I Curso de Formação de Responsáveis Técnicos e Auditores da Produção Integrada de Pimentão (PIP).

O curso, que corresponde ao módulo III do processo de capacitação - que contou com dois módulos básicos em formato de ensino a distância (EAD), já realizados -, tratará do processo produtivo do pimentão, com base nas normas técnicas específicas da PIP (IN 40 de 09/08/2018). De acordo com o pesquisador Jorge Anderson Guimarães, que coordena o PIP junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), com as normas uma das lacunas preenchida foi a que envolvia problemas de contaminação do pimentão com agrotóxicos.

“O que aconteceu de fato foi que grande parte dos registros de contaminação do pimentão se tratava, na verdade, do uso de produtos não registrados para a cultura, ou seja, eram produtos registrados para tomate e que ao serem usados no pimentão configuravam automaticamente num caso de inconformidade e relatados como contaminados, mesmo com os níveis de resíduos dentro dos permitidos para o consumo”, anota o pesquisador.

Faltava à cultura do pimentão uma padronização do seu sistema de cultivo, com normas que ditassem o que era possível e o que era proibido, para que o produtor pudesse entregar seu pimentão com a certeza de que estaria com os níveis de qualidade exigidos pelo mercado. Esse vácuo foi preenchido com o sistema de produção integrada, que determina os critérios de produção, define a grade de agrotóxicos e estabelece a rastreabilidade da produção, permitindo ao produtor a obtenção da certificação concedida pelo Inmetro.

PI BRASIL

A Produção Integrada Agropecuária (PI Brasil) é um programa coordenado pelo MAPA de adesão voluntária que organiza e publica protocolos que definem requisitos mínimos para a sustentabilidade socioeconômica e ambiental de sistemas produtivos. “Programas específicos para cada cultura são conduzidos e coordenados regionalmente”, explica Guimarães.

Como a implantação da Produção Integrada de Pimentão no Brasil torna obrigatória a presença de um engenheiro agrônomo na propriedade para atuar como responsável técnico de todo o processo de produção, “esse curso é, então, voltado para a capacitação desses profissionais, conforme estabelecido na IN 40 da PIP e na Portaria Inmetro 443, de 23/11/2011”.


Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Fonte: www.embrapa.br/hortalicas


Notícia de 09/10/2019.

Endereços:
Unidade de Contagem
Rodovia BR-040 km 688 - Kennedy
Contagem, MG, Brasil. CEP: 32.145-900
Telefone: (31)3399-2050

Unidade de Uberlândia
Rodovia BR-050 KM 76 - Segismundo Pereira
Uberlândia, MG, Brasil. CEP: 38.408-369
Telefone: (34)3234-1277

Unidade de Juiz de Fora
Avenida Doutor Simeão de Faria, nº 2525 - Santa Cruz
Juiz de Fora, MG, Brasil. CEP: 36.088-000
Telefone: (32)3222-5460

Unidade de Barbacena
Rodovia BR-040, km 698 - Caiçara
Barbacena, MG, Brasil. CEP: 36.204-666
Telefone: (32)3331-6242

Unidade de Caratinga
Rodovia BR 116, Km 529 - Nossa Senhora das Graças
Caratinga, MG, Brasil. CEP: 35.300-970
Telefone: (33)3321-7243

Unidade de Governador Valadares
Rodovia BR 116, Km 413 - Turmalina
Governador Valadares, MG, Brasil. CEP: 35.042-060
Telefone: (33)3221-2979



Copyright © - Todos os direitos reservados - Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S.A.
DETIN - Departamento de Tecnologia da Informação da CeasaMinas.